Páginas

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

No deserto, mas com Deus!

“Servireis ao Senhor, vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão, e a vossa água; e tirará do vosso meio as enfermidades.” Êxodo 23: 25

“Eis que eu envio um anjo adiante de ti, para que te guarde pelo caminho e te leve ao lugar que tenho preparado” (Êxodo 23: 20). Deus libertou o seu povo da escravidão do Egito e os conduziu, por quarenta anos no deserto. Deus os levou até o Monte Sinai, onde Moisés pode vê-lo face a face. Ali, Deus reforça o seu interesse em ter um povo exclusivamente seu. O Deus de Moisés e de Israel, deseja devoção exclusiva. O mais importante é que Deus se preocupava com o bem estar e com os relacionamentos entre o seu povo.

Os mandamentos de Deus revelam sua preocupação com o relacionamento entre as famílias e o relacionamento com o próximo. Deus estava preocupado com o povo enquanto nação e oferece instruções em relação à escravidão, assalto, ferimentos,compensação, roubo, danos causados por incêndio, falsa adoração, sedução, maltrato às viúvas e orfãos, empréstimos e muitos outros temas.

Com certeza Deus conhecia o coração humano e sabia, desde aquele tempo, o quanto precisamos e necessitamos de sua companhia de sua presença em nosso meio. Deus sabe para onde está nos conduzindo e onde deveremos chegar. Ainda hoje, podemos contar com a direção e o cuidado de Deus, desde que dediquemos nossas vidas e nos consagremos ao Senhor.

Assim como conduziu o povo pelo deserto, por quarenta anos, cuidando de sua segurança e de sua provisão, Deus se preocupa conosco hoje. Tão somente, devemos viver uma vida separada para o Senhor, crer, confiar e esperar nele.

Um comentário:

Neusilene Rosa da Silva disse...

Você é um exemplo de como DEUS se importa conosco!